capa-Suica-Grindewald-Daiany-Hank

Minha viagem à Grindelwald na Suíça

Nós escolhemos a cidade de Grindelwald, porque muitas pessoas já tinham nos falado que é uma cidade super charmosa.
Daiany Hank

Daiany Hank

É uma cidade bem pequenininha, no estilo “interior”, e nos fez sentir bem na Suíça mesmo.

Da outra vez que eu fui à Suíça havia ficado apenas em Zurique, que é uma cidade grande, uma cidade mais movimentada. 

Então Grindelwald é totalmente diferente, desde as casas à arquitetura, é tudo bem Colonial, mais rústico. Bem cidadezinha de interior mesmo, em uma região montanhosa.

O vilarejo é bem conhecido pelas suas belezas naturais e é um ótimo destino para quem ama fazer caminhada e montanhismo. E pode ter certeza que o que não falta em Grindelwald é montanha e cenários apaixonantes! 😍😍

Então é um destino que as pessoas costumam se hospedar para depois ir para os montes, como Jungfraujoch que é do ladinho. O terminal de lá vai para várias estações também, por isso as pessoas acabam escolhendo Grindelwald. E esse foi um fator que nos fez decidir ficar lá também, porque queríamos ir ao Top of Europe, que é logo em Jungfraujoch.

Vou deixar aqui o nome das principais atrações pra quem planeja ir:

  1. First Cliff Walk: Andando pelas montanhas
  2. Lago Bachalpsee
  3. First Flyer Tirolesa
  4. Trotti bike Descida da montanha de Trotti Bike
  5. Pfingstegg Rodelbahn: Adrenalina em uma descida de trenó pelos alpes.
  6. Esportes de inverno ski, snowboard, trenó
  7. Caminhada até Kleine Scheidegg e Lauterbrunnen Belos chalés, estações ferroviárias e uma linda floresta compõem o cenário
  8. Passeios bate-volta: Interlaken, kandersteg e Lauterbrunnen

Nos hospedamos no Hotel Spinne, que é bem no centrinho (como a cidade é pequena então tudo basicamente é no centro, né? 😂😂). Não tem uma “má localização”, afinal tudo é bem no miolinho perto da estação de trem.

É possível ir a pé até a estação de trem, mas com malas é necessário pedir táxi, pois tem um morrinho para subir.

O passeio na cidade é bom pela beleza das construções e paisagens da região, porque o comércio em si é bem restrito. 

O Hotel Spinne é cinco estrelas e tem aquelas famosas piscinas com borda infinita com vista para as montanhas, o que acabou pesando em nossa decisão de ficar lá. Além disso, o hotel correspondeu muito às nossas expectativas. Era pequeno, mas com café delicioso, além da vista incrível. Super indicamos!

Fizemos a reserva pelo booking mesmo. De lá é possível fazer tudo basicamente a pé ou é possível também pedir na recepção do hotel, como fizemos. 

Mas recomendamos usar ticket de ônibus que eles dão no hotel, porque alguns trechos são melhores de ônibus, devido aos morros. Ele sai da frente do hotel e leva apenas cinco minutinhos até o terminal. 

Da estação fomos até Grindelwald First, que é a montanha ali de Grindelwald mesmo. Ela também é bem bonita e subimos por bondinho (que é menor que o do Top of Europe) para acessá-la e lá tem café e outros serviços.

A principal atração ali são esses passeios, tem uns vídeos no YouTube que dá para indicar. Se vocês quiserem ver mais sobre o Topo da Europa e Grindelwald eu acho interessante ver os vídeos.

O Topo da Europa é a maior montanha da Europa, como eu disse, fica em  Jungfraujoch, e já adianto, preferimos esse roteiro do que Grindelwald First. A estrutura é mais robusta, tudo com muita tecnologia e bondinhos maiores. 

Grindelwald First é mais legal para ir no verão, porque aí tem várias atrações para fazer nas montanhas, que são fechadas no inverno. Por isso que nessa época não conseguimos ver quase nada, mas mesmo assim vale a subida porque é maravilhoso.

Busquei trazer tudo de forma bem detalhadinha para vocês, caso queiram se aventurar por lá também.

Me contem o que acharam, migas! 😘😘

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Veja mais

Deixe sua mensagem